TRUMP(A)

O CASO TRUMP


Penso que se deva distinguir dois aspectos no caso Trump.
  1. O primeiro, a sua eleição, enquanto manifestação, por parte dos eleitores, do seu repúdio pela classe política tradicional; 
  2. o segundo, o perigo que eventualmente as suas políticas podem representar e que são, também elas, uma manifestação de repúdio pelas políticas praticadas. 
Ambos me parecem perigosos, mas compreensíveis à luz desse repúdio. Digo, há muito, que o fascismo, nazismo ou outra forma de intolerância irá surgir, quer queiramos quer não, e não necessariamente pela forma como os conhecemos. Aliás, ir-nos-á aparecer sob uma forma lógica e natural e impor-se-á, apesar de campanhas.

Penso que estamos no limiar de uma situação dessas.

escrito por Carlos M. E. Lopes

1 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

É a vida! A mediocridade das democracias dá isto. Podem continuar a culpar o povo, mas os verdadeiros culpados são os políticos medíocres que nascem, crescem, reproduzem-se e querem morrer como democratas, isto é inúteis ao Povo.