TRUMP(A)

DIZCIONÁRIO [2] peliqueiro

LazaLaza é uma pequena aldeia espanhola. Do município galego com o mesmo nome. Da Província de Ourense.

Em Laza encontrei o Entrudo no seu estado mais puro. Nos dias de Carnaval o vale de Laza é um caos de jornalistas, antropólogos, curiosos... atraídos por manifestações onde se misturam tradições antigas, místicas, pagãs. Na manhã de segunda-feira tem lugar uma batalha curiosa: as munições são farinha, água e formigas vivas. Na terça-feira, lê-se o satírico "Testamento do Burro": é uma composição literária popular através da qual o testamenteiro transmite o sentir de toda a comunidade, narrando a história de um povo durante um ano, transformada em crítica dos factos mais relevantes desse ano.

PeliqueiroO rei de todos os personagens carnavalescos (de que se destacam as formigas) é indiscutivelmente o peliqueiro. Os peliqueiros ocupam as ruas no Domingo de Carnaval, exibindo máscaras sorridentes e trajes exóticos, brandindo paus e agitando os badalos barulhentos que trazem amarrados à cintura. Podem atirar-se aos espectadores, sem que estes possam retaliar.


O peliqueiro é, além de tudo o mais (que é muito), símbolo de uma certa resistência. Como facilmente se depreende do texto que reproduzo de um "painel" afixado na aldeia de Laza:

Cando eu era un cativo
o carón do calor dun braseiro
contoume o meu avó
historias do peliqueiro.


Historias que eran certo
e que a el lle tocaron vivir
como cando prohibiron o entroido
despois da guerra civil.


Dicía meu avó
cheo de orgullo e raza
que co único que non poideron
foi co entroido de Laza.


Tamém me contou
que cando el era mozo
por poñer o Peliqueiro
foi dormir o calabozo.


E ia a correr pro monte
porque na Picota non podía estar
pois se o vían os guardias
podiano multar.


Andaban escapando
pra onde non os puideran ver
pero en Laza o Entroido
nunca se deixou de facer.


Cos ollos cheos de bágoas
e na cara un sorriso tristeiro
lembrábase o pobre vello
de cando el era PELIQUEIRO.
[pode interessar-lhe também Os vídeos do Carnaval] [verbete anterior do Dizcionário]

escrito por ai.valhamedeus (a 26/2/2006. "Puxado" para a entrada do Ai Jesus!, no Carnaval de 2013)

2 comentário(s). Ler/reagir:

martim disse...

não conhecia. também obrigado por isso. abraço.

vm disse...

Conheço isto, diria