TRUMP(A)

FUTEBOL E RELIGIÃO

aqui e aqui "demonstrei" que o futebol de alta competição se vive como se vive a religião e a guerra.

Este parece ser outro modo tolo de viver o futebol, mas que se aceitou como normal. Que os jogadores se benzam, repetidamente, ao entrar e até ao sair do campo?! bah! qual é o problema?! que, com alguma frequência, imagens de elementos de claques os mostrem a rezar?! bah! qual é o problema?!

Apesar dos receios da Fifa em relação à confusão entre estádios e igrejas,
"Kaká, fatura 15%, na troca de time, a igreja Renascer, pega sem fazer nada 10% mais o dízimo. Dai vem o interesse destas igrejas , nos atletas de Cristo".
Os jogadores brasileiros são mestres na arte de jogar frases religiosas. Os argentinos, também. O Arcebispo da Cidade do Cabo criou uma prece para o Mundial 2010, a oração que tínhamos de rezar para Portugal vencer
[rezámos pouco ou mal ou pouco e mal]...
Há mesmo quem reze "ao contrário":
Não vamos permitir que a euforia da copa do mundo, faça com que venhamos a esquecer dos problemas que assolam o nosso país.

O Brasil é o segundo pais que mais produz alimento no mundo, e apesar de tudo isso mais de 14 milhões de brasileiros passam fome.

[...]

Se o Brasil ganhar a copa do mundo, cada jogador receberá 440 mil dólares como prêmio pela conquista. Atualmente, 1,5 milhões de pessoas têm que sobreviver com o salário mínimo.

[...]

Mas se nós fizermos a nossa parte, essa nação será conhecida não apenas como o país do futebol e do carnaval mas também como o país do Senhor Jesus.

“Eis que chamarás a uma nação que não conheces, e uma nação que nunca te conheceu correrá para ti, por amor do SENHOR teu Deus, e do Santo de Israel; porque ele te glorificou” - Isaías 55.5.
escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: