TRUMP(A)

OS PAPAS E OS SEUS ACÓLITOS

Entrevistados dois padres portugueses de primeira água. Feytor Pinto, beato simpático e vivo; e Manuel Morujão, porta-voz da conferência episcopal portuguesa, que conheço menos.

E que dizem eles ao serem perguntados sobre a atitude do Papa Bento XVI? Uma atitude de grande coragem; uma atitude que só pode ser inspirada pelo Espírito Santo. O Papa mostrou grande inteligência e humildade, sobretudo humildade. E a atitude de João Paulo II que, trôpego, a babar-se, sem se entender o que dizia -- como qualificar a sua atitude de se manter no posto até morrer? Wojtyla mostrou uma grande coragem e inteligência. E sobretudo humildade.

Que acho eu dos padres que falam assim? Uma grande coragem e humildade. Discernimento e clareza. Estou convicto de que inspirados pelo Espírito Santo.

Aqui para nós, gostei da atitude do pastor alemão. Assim, sim, meu Ratzinger.
escrito por Carlos M. E. Lopes

0 comentário(s). Ler/reagir: