TRUMP(A)

NATURAL * leite de arroz

Inicio a minha colaboração no Ai Jesus! com uma proposta: fazer leite de arroz (bem sei que, rigorosamente, a designação de leite não é rigorosa. Tolere-se-me esta falta de rigor).

Há quem não beba leite animal, por várias razões; para eles, e não só, os leites vegetais são uma alternativa. O de arroz tem a vantagem de ter um sabor mais agradável do que outros. O que é feito em casa, além de mais barato, é mais "puro" e personalizável. Vamos, então, a isso:

  1. Colocar de molho 200 g de arroz integral, durante 10 a 12 horas (tenha em conta que irá aumentar de volume).
  2. Escorrer bem a água de demolhar.
  3. Junte ao arroz 750 ml de água fresca e uma pitada de sal marinho integral. 
  4. Leve ao lume numa caçarola com tampa; apague o lume antes de começar a ferver e deixe abafado durante 30 minutos.
  5. Bater a mistura num liquidificador (ou varinha mágica) na velocidade máxima, até se obter o leite (2/3 minutos?).
  6. Coar bem (pressionando o coador com uma colher, para retirar o máximo de leite possível).
  7. Passar o leite para um recipiente de vidro (esterilizado) e guardar no frigorífico (durante 3 a 5 dias).

Observações:
  1. Se assim entender, altere a proporção arroz/água aqui sugerida, até encontrar a sua concentração preferida.
  2. Pode variar o sabor do leite, adicionando (por exemplo) coco (na preparação do leite) ou canela em pó (antes de guardar no frigorífico) ou sementes de cânhamo ou chocolate (coloque no liquidificador cacau em pó, puro, 1/2 vagem de baunilha raspada e 2 tâmaras sem caroço, se necessário, demolhadas).
  3. Se usar arroz branco, basta demolhar durante 4 horas (este leite é particularmente útil em situações de convalescença). 
  4. A polpa que sobra (e pode ser guardada num recipiente de vidro -- esterilizado -- no frigorífico até 3 dias ou, congelada, até 6 meses) pode ser usada para outros cozinhados. A seu tempo, lá iremos...
[imagem copiada daqui, onde se descreve um processo alternativo para o fabrico do leite de arroz]

escrito por Madre Natureza

2 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Zé do Baixo Mondego

Muito interessante.
Baratíssimo e muito rápido.
Vou já pedir subsídio para instalar uma fábrica de produção de arroz.
Estava a pensar no Cume da Serra da Estrela para facilitar o escoamento da produção.
O que me aconselha?

Madre Natureza disse...

Acho que, depois de a instalar, deve contactar o Ai meu Deus. Acho que ele lhe venderá, barata, publicidade no Ai Jesus!